Loja Novo Estilo

Loja Novo Estilo

Alguns comentaristas referem a essas roupas volumétricas como arquitetura da moda. Assim, corpo passa a sujeitar-se a objeto de manipulação por parte do mercado, com suas atuais estruturas de produção e consumo, por meio de um aparelho ideológico alimentado pela mídia de massa, que favorece que indivíduo desenvolva representações acerca de seu próprio corpo: corpo como objeto de consumo e como palco das vaidades. Mesmo não desejando negar que muito da indumentária e da moda tem por fim exibir e realçar a atratividade sexual ou social, tanto masculina quanto feminina, não se pode omitir que muitas culturas não-européias emprestaram pouco ou nenhum valor loja novo estilo a esse tipo de exibição.

A moda é uma arte de cobrir nu que, além de refletir um determinado período da história, tem em sua definição uma dimensão ética muito relacionada com a dignidade da pessoa humana e, sobretudo, da mulher, principal consumidora deste produto (veja nas páginas 6 e 7 um croqui criado por mim onde a “modelo” usa um vestido que valoriza a sensualidade e glamour da mulher sem que fira sua própria dignidade). Você com certeza deve ter em seu guarda-roupa aquela calça jeans clarinha que aparenta já ter passado por poucas e boas, mesmo sem ser tão usada assim, não? Criou também peças inspiradas em obras de artistas plásticos da época, assinando também figurinos para teatro e cinema, tudo em busca de uma nova liberdade às mulheres.

Os elementos mais marcantes, além dos comuns à esta família são as linhas formadas pela junção dos recortes em diferentes cores. Treptow (2005) cita que a moda passa por várias etapas que são de lançamento, aceitação, cópia e desgaste, tendo inicialmente uma proposta de estilo a partir de coleções, grupos de jovens, filmes ou novelas (lançamento), onde é preciso que haja seguidores que acreditem, concordem e consumam estas propostas (aceitação), atingindo altos níveis de consumo tornando-se massificado (cópia), perdendo a característica de diferenciador (desgaste), surgindo uma nova proposta a ser eleita considerando a anterior ultrapassada. Ambos os sexo podem participar ativamente das tendências atuais, porém quando se trata apenas do homem, esta questão é tratada de forma pejorativa, pois durante muito tempo a moda era apenas um assunto ligado exclusivamente às mulheres e aos homossexuais, e hoje, apesar da evolução e ascensão do modo como meio social se preocupa com sua aparência, ainda existe esse preconceito. As formas geométricas não ficaram apenas restritas às roupas. Na trama, Miranda Priestly, interpretada de forma magistral pela grande atriz Meryl Streep, que trabalha como editora de moda na Revista Runway, temida por submeter e humilhar suas funcionárias e todos que a rodeiam, as pessoas que compõem mundo da moda a temem e acabam se submetendo aos seus desejos, pois, parece que Miranda comanda, os destinos das grifes, de seus estilistas e também do próprio mercado fashion.

Saiba mais: www.novostyle.com.br

admin